Notícias
 
Home > Notícias

 



     
 
11
JUL  2019
 

 

   
  Seguro de auto para motoristas de aplicativo e táxis: por que ter um?
   
 

Cada vez mais as pessoas têm optado por recorrer a táxis e aplicativos de transporte particular, seja por não desejarem encarar o trânsito caótico das cidades grandes ou por terem desistido de pagar os custos de ter um veículo próprio. É exatamente por representar não só um patrimônio como também uma fonte de renda que o carro se torna um bem inestimável na vida desses motoristas – e daí, igualmente, a necessidade de protegê-lo. E a melhor forma de garantir essa proteção necessária é o seguro auto.

Diferentemente dos motoristas em geral, os motoristas profissionais precisam de um seguro diferenciado, pois, como percorrem distâncias maiores, estão expostos a mais riscos. Além disso, o carro sofre mais desgaste e isso também encarece a apólice. O recomendado (porém não obrigatório) é contratar um seguro completo, com proteção contra roubos, acidentes e danos a terceiros.

Felizmente, há seguradoras que oferecem produtos específicos para essa categoria de motorista, oferecendo tanto as coberturas básicas (a exemplo de colisões, roubo, furto e incêndios) quanto adicionais específicos, como assistência 24 horas para reparos e um carro reserva disponível em casos de emergência. Vale ainda considerar contratar o seguro dos lucros cessantes: trata-se de uma indenização paga pelos dias em que o motorista tiver que deixar de trabalhar por não poder contar com seu automóvel. Para os apps, há tarifas especiais e integração com o programa da Uber, Cabify, 99 e outras.

Existem diferenças entre taxistas e motoristas de aplicativo

Ao adquirir um carro novo, o taxista tem direito a isenção de certos impostos, como ICMS e IPI, logo, seu valor é reduzido – e isso repercute no seguro, pois o veículo será protegido com base no valor de aquisição, menos os impostos. Dessa forma, a indenização em caso de sinistro será igualmente reduzida para um percentual que varia de 65% a 80% do valor devido ao abatimento no momento da aquisição – ou seja, o valor ressarcido não será sobre a Tabela Fipe.

Já os profissionais de aplicativo devem adquirir um seguro para Acidentes Pessoais dos Passageiros (APP) com valor mínimo de 50 mil reais – uma exigência da Uber – além de precisarem recolher o seguro obrigatório DPVAT. Também a contratação é diferente: táxis têm serviço específico, enquanto os motoristas de aplicativos precisam sinalizar a finalidade do veículo (transporte de passageiros).

Independentemente das semelhanças e diferenças, seja motorista de carro de passeio ou de passageiro, taxista ou autônomo que é remunerado pelo trabalho realizado através de aplicativo, todos querem segurança. Ou, ao menos, tranquilidade quando o imprevisto acontece. Conte com nossa expertise de duas décadas no mercado de seguros para encontrar o serviço que se adéqua melhor à sua realidade.

Não perca tempo e feche agora mesmo o seu seguro  fale com TAI:

WhatsApp Messenger

 


 
   
CATEGORIAS
 
  Dicas (20)
  Bike (5)
  Produtos (30)
  Saúde (12)
  Social (13)
  Tecnologia (7)
  Veículos (8)
 


 

Parceiros



 

 

CIA DO SEGURO CONTATOS
REDES SOCIAIS
     
Rua Professor Cassilandro Barbuda, 355
+55 (71) 2108-7000
  Sala 103 - Costa Azul
ciadoseguro@ciadoseguro.com
  Salvador - Bahia - Cep 41760-110
+55 (71) 99123-5243
 
 
Copyright 2019. Todos os direitos reservados